segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Penso, logo inexisto.



Não sei nada sobre o tempo.
Nada sobre o vento.
Nem sobre o ar seco.
Ou sua falta de ar.
Não sei nada além do que é preciso saber.
Sobre nós mesmos.
Que amor há.
E transborda-me aqui dentro,
como um copo cheio de leite fervendo pela manhã.

Nossos tormentos.
Madrugadas recém chegadas que eu não espero nunca,
porque gosto de passar meus dias com você.
Dormir me desencadeia de ti.
Me faz sentir medo.
Afinal, não sei nada sobre a vida.
Nem mesmo sobre sonhos sei.
Outro dia mesmo, te perguntei qual era o seu sonho.
Pois não sabia se tinha um.
Um sonho solo.

E a cada dia que passa, parece que desaprendo.
Desapego.
Não sei mais fazer planos.
Não sabemos.
Nada de dinheiro.
Não sei poupar, nem a ti, nem a ninguém que me cerca.
Não sei dos seus anseios.
Não sabemos de quem é a culpa.
Não nos importamos com a culpa,
mas nos livramos dela.
Não usamos armas de fogo, nem espadas, só palavras.
Assim, somos nossas próprias forcas.

Pensar me faz sumir a cada dia.
Me faz medir qual de nós perdeu mais desde o último verão.
Quem sorriu menos e fracassou mais.
Pensar me faz pensar mais a cada dia.
E pensar que posso morrer pelo cérebro e não pela boca,
sem fazer nada.
De mãos abanando, sem escrever, pensando só,
na minha cozinha que transformei em escritório
para sentir bem de pertinho a dor e delícia da frigideira.
Fritando.
Vou morrer de pesar.

14 comentários:

  1. Oiii vc comentou no meu blog, obrigada! ( mesmo), espero que tenha gostado do conto, e que volte para ver a continuação.
    eu li o seu último post, eu vou dizer a verdade, eu não ia ler mas ai comecei e fui indo...indooo Amei a meneira qe vc escrever, ( sério), me indentifiquei, pricipalemente com essa frase " Pensar me faz sumir a cada dia"
    Eu gostei mesmo.

    vou seguir vc.

    beijos

    ResponderExcluir
  2. adorei o texto... gostei mesmo

    mas então acho q não add. ou eu escrevi errado o msn kkk
    dois.a.rodar@hotmail.com
    bjos

    ResponderExcluir
  3. Te adc. vamos ver se agora dá kk
    caso contrario vou começaa
    r a desconfiar q meu msn não gosta de vc

    ResponderExcluir
  4. e eu to começando a ficar com raiva dele kkk

    mas então tenta ai novamente... mas q loucura velho... nunca vi isso...

    ResponderExcluir
  5. "Dormir me desencadeia de ti"

    Amei essa frase!
    Lindo poema.

    Pensar nos reinventa.

    =)

    ResponderExcluir
  6. qlqr coisa me manda teu orkut depois
    bjos

    ResponderExcluir
  7. Lindo moça, me indentifiquei, gostaria de agradecer o comentário em meu blog. Foi uma alegria ler o seu. Muito bom mesmo =)

    ResponderExcluir
  8. Nossa, muito bom o texto.

    Acho que as vezes o necessario "não pensar", acaba deixando as coisas mais complexas do que já são.
    Tem horas que me pego recordando coisas, e fazendo calculos de chances perdidas, coisas ganhas entre outros.
    Pra mim é um pouco (muito) facil me perder no meu mundo particular. E detesto quando isso acontece.

    Grande beijo!

    ResponderExcluir
  9. vi seu blog num blog alheio.
    adorei.
    conteudo inteligente
    textualidade envolvente.
    espero vir mais vezes aki.
    o//
    abraços
    bom fDs.
    e o jason quee
    parece q tá morto mas que
    ressurge e leva é o button..
    pq o jason do morumbi tá mais pra
    zé do caixao....

    ResponderExcluir
  10. vou morrer de pensar robóticamente, como estou agora. sentir é melhor, na minha opinião. não achas?

    ótimo post. escreves muito bem mesmo.

    bjos ;*

    ResponderExcluir
  11. Nossa, eu achei seu blog ao acaso,não sei mais o caminho que fiz.
    Mas seu texto calhou bem com as minhas atuais angustias, estou cansado de pensar, estou cansado de planejar coisas que deveriam ser simplesmente feitas.
    E seus versos são esplendidos, como disse a uma amiga, queria eu te-los feito.
    Um grande abraço e parabens.

    ResponderExcluir