quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Carta à uma aniversariante ausente.



Eu me lembro como se fosse ontem da gente com os pés na areia , aos seis anos brincando de pique correndo sem camisa, fazendo bolinhas de sabão em canudo de refresco . Naquela época era tudo mais colorido ,tudo era mais fácil , hoje as coisas tem ganhado um ar meio cinza e nós duas virando 'gente' . Eu recordo de ter te dito que a cor cinza me agradava , que eu gostava da tonalidade , que essa cor lembrava de como a tristeza engolia o mar e fazia com que o horizonte se perdesse. A gente gostava de se perder e encontrar outros caminhos lembra ?. Hoje eu acho que de todas as cores eu prefiro o preto, a ausência completa de cor


Mais de uma vez nós partilhamos uma mesma insegurança, e antes a insegurança tinha a ver com não fazer a lição , com que cor de giz a gente riscaria a amarelinha pra pular antes das dez, que era nosso 'toque de recolher' pra aula do dia seguinte .

Queria que soubesses que minha vontade de te ter perto ainda é a mesma, de falar sobre coisas relevantes,insignificantes, de contemplar ao redor, de sentir cheiros, de olhar para baixo e ver sempre o meu pé ou o chão ou o seu pé encima do meu quando a gente brincava de ''pisão'', de fazer barquinho com a língua, de fazer bolhinhas de saliva, de olhar pro teto, de procurar estrelas, de ser perseguida por espelhos

Não , não pense que eu desisti daquele nosso plano de ser ''forever young'' , nós sempre seremos excepcionais, magnânimas, gigantes. Independentemente de crescermos ou não mais alguns centímetros, se vamos engordar, emagrecer, ser bailarina profissional, ou advogada , veterinária, se vamos saber cozinhar, se seremos muito inteligentes ou burras demais, se a gente aprender a voar, se resolvermos nos jogar da janela, se ficarmos horas estáticas , se seremos poliglotas.

Não importa minha irmã, o que é 'do homem o bicho não come' , vovó sempre nos dizia e você sabe.O caso é , eu não vou te largar de mão.

E por mais que as coisas tenham mudado conforme fomos crescendo eu não me sinto impedida de te amar sem limites. E que saudade filha da puta que me dá de te levar comigo pra onde quer que eu vá , de comer bobagens às seis da manhã , de sair sem ter hora pra voltar, ou até mesmo de nunca sair e só ficar no marasmo , de querer sempre ficar. De ter todas as sensações, sempre, o tempo inteiro. De tentar entender.


E hoje você completa mais um ano de vida , quero que tome nota de que por dentro a gente sempre vai ser assim , até os nossos oitenta e poucos anos.Nossa essência estará ali intacta, a gente vai rir da lembrança daquelas duas garotas que brigavam por qualquer coisa , que se afastavam e que se grudavam em seguida ,por não saber lhe dar com a ausência uma da outra .As amizades de infância são as melhores e são pra sempre. Sabendo ou não cortar bolo ou pedir pizza.

Eu te amo, isso basta e excede qualquer explicação.

20 comentários:

  1. Olha que nem foi para mim, mas eu lagrimei.

    ResponderExcluir
  2. Caramba, que lindo.
    Se fosse pra mim eu estaria num marzinho particular de lágrimas (e mesmo não sendo, eu também lagrimei).

    Parabéns (pela milésima vez) por tudinho que você escreve, Giovanna. Um beijo.

    ResponderExcluir
  3. Vou copiar e colar a carta para minha melhor amiga, HAHA, brincando... Se parece muito com o que sinto por ela e eu achei lindo. Bom quando a gente se identifica com as coisas...

    ResponderExcluir
  4. MUITO LINDO! ei, expressa a história de todas as garotas que tem uma melhor amiga, uma amizade bonita.. nossa, eu amo o que tu escreve porque tu põe vários sentimentos, dá pra ver que é verdadeiro, de longe, o melhor blog que eu já li, parabéns!

    ResponderExcluir
  5. que declaração maravilhosa!Tenho uma amiga irmã assim tbm!Bjo

    ResponderExcluir
  6. Me identifiquei muito, tem uma amiga... que me sinto assim com relação a ela e apesar de estarmos juntas desde pequenininhas estamos seguindo caminhos diferentes, aos poucos.

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  8. Olá!!
    Quanta profundidade há no seu amor, menina!!

    Gosto daqui porque tudo que leio parace explodir naquele momento exato! Visceral!

    Saudade de você por lá!
    Um beijo de natal!
    Mell

    ResponderExcluir
  9. A carta nem era pra mim e eu quase chorei UAHAUAHAU . Como dizia um filme sábio "Milk shakes vem e vão mas amigos são pra sempre!"

    ResponderExcluir
  10. linda carta... daquelas que trazem lembranças e a comprovação de que essas amizades são mesmo pra sempre. ótima descoberta esse blog. =)
    frequentarei.

    ResponderExcluir
  11. Simplismente LINDO! Estou seguindo aqui. Tem um selinho pra ti no meu blog, espero que goste. http://umprofundosentimento.blogspot.com/p/selos.html beijos (=

    ResponderExcluir
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  13. Oiiiiiiiiiiiii!
    Adorei o seu blog! Parabéns!!!
    Se quiser conhecer o meu, é : www.espiculaderodinha.blogspot.com
    Bjos!!!

    ResponderExcluir
  14. Tem selinho pra ti no meu blog querida, e te linkei lá também. UM BOM COMEÇO DE ANO ! Beijos :*

    ResponderExcluir
  15. Amizades verdadeiras percorrem o tempo. :)

    ResponderExcluir