segunda-feira, 6 de setembro de 2010

They got the guns but, we got the numbers.

 


Engula suas paráfrases, deixe as piadas de lado,
meça as falhas metódicas de humor, rasgue os dedos,
retire com uma faca, a língua, os anéis, as orelhas e os joelhos, impeça a comunicação.

Lave o rosto, com calma, cuspa na cara , do espelho, tenha algum ódio, chega de dó.

Escorra, entre os cabos, pelos cantos, se ataque,
raspe os cabelos, cuspa os pentelhos,cante melhor,
as paixões perdidas, nas letras esquecidas, aquecidas apenas pelos tons.

Pegue as cartas em cima da cama, sem revelar o seu nome, feche os olhos,
leia com a alma, respire sem pressa, não exagere na interpretação.

Para não parecer pior, entenda querido , o amor é nômade.

30 comentários:

  1. (: ahh..
    te love ♥

    ass: aCarolina

    ResponderExcluir
  2. haha, descreve a imagem (: aaa que lindo ! visite http://luanzisse.blogspot.com/ *-*

    ResponderExcluir
  3. Cara,o amor é um cigano que te deixa incrivelmente puta..

    ResponderExcluir
  4. Divino.

    Tô seguindo. Amei tudo por aqui.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. corre, antes q ele te pegue!
    se ele te pegar vai te mudar.
    se ele te pegar, vai te engulir!
    se ele te pegar, vai te consumir,
    vai te prender,
    vai te encoleirar...
    é...isso ai

    ResponderExcluir
  6. Obrigada pelo texto novo e pelas palavras lá! Bj

    ResponderExcluir
  7. Oii

    Ah essas mudanças, essas crises, o amor.
    Tudo e suas complicações.

    Beijos Flor!

    ResponderExcluir
  8. tão real que chega a doer.
    incrível *-*

    ResponderExcluir
  9. O amor é nômade. (meu novo mantra)
    Preciso aceitar isso.

    ResponderExcluir
  10. "amor" palavra e pequena e difícil escrever.

    ResponderExcluir
  11. O amor é de ninguem!
    Adorei a mensagem do texto!
    beijao

    ResponderExcluir
  12. Eu sei que o amor é nômade, mas eu vivo correndo atrás dele.


    beijos

    ResponderExcluir
  13. Posso te contar uma coisa? Me sinto MUITO feliz de saber que você gosta do meu blog, de verdade! Adoro seu blog, concerteza um dos meus preferidos...
    Essa foto me deu um medo tenso, mas o texto passou a mensagem certinha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Tem textos fodas por aquui . beijos aí moça

    ResponderExcluir
  15. Totalmente nômade.
    E o amor é cheio dessas coisas, ódios e torturas, revolta e calmaria. O amor é, talvez, tudo o que sentimos.

    ResponderExcluir
  16. "Lave o rosto, com calma, cuspa na cara , do espelho, tenha algum ódio, chega de dó."

    O amor é tão absolutamente complexo!! Como pode um só sentimento ser sentido e provocar reações tão ambíguas!! O amor desperta hora dor, hora alegria, euforia, tristeza, melancolia, raiva, afeto, etc. Tem tantas nuances, que eternamente será cantando, proseado, colocado em versos. Eu tenho medo dele mas dele é todo o meu desejo.

    bjo

    ResponderExcluir
  17. Tu és, de verdade, impressionante. Eu aposto nisso porque o que escreves é, demasiadamente, impressionante. Comecei por "+ saudade de arder" e cheguei nesse aqui com o coração aos pulos. Eu tinha que te dizer isso: tu és vidro.......................................
    ............................................
    ............................................
    ............................................
    .......... e ser vidro é lindo.

    ResponderExcluir
  18. Muito louco gio!
    Ameii!

    tu gostas de falar pentelho né??
    koskaposkoapkspoa

    ResponderExcluir
  19. Queridaaaaaaaaaaaaaaa...Cheguei!!!

    Andei por desertos e agora estou de volta tendo a felicidade de te ler...Tão bom!!!

    Ao ler seu post, me lembrei de uma música que a mt cantei, é um samba da Leci Brandão...
    Lá vai...


    Essa tal Criatura
    Composição: Leci Brandão

    Tire essa bota
    Pisa na terra
    Rasgue essa roupa
    Mostra teu corpo
    Limpa esse rosto
    Como a poeira
    Seja essa cara
    Sinta meu gosto
    Morda uma fruta madura,
    lamba esse dedo melado
    Transa na mais linda loucura,
    deixa a vergonha de lado
    Corra no campo
    Leva um tombo
    Rala o joelho
    Mata esta sede
    Durma na rede
    Sonha com a lua
    Grita na praça
    Picha as paredes
    Ama na maior liberdade...
    abra, escancara esse peito
    Clama! Só é linda a verdade,
    nua sem ser preconceito
    Tire essa fruta
    Lamba essa terra
    Pisa as paredes
    Sinta esse tombo
    Rala esse rosto
    Transa com a lua
    Morda essa cara
    Linda, tão nua...
    Faça da vergonha, loucura...
    abra, escancara a verdade
    E ama essa tal criatura
    que envergonhou a cidade.


    Claro que nem td tem com o assunto, mas me lembrou...
    Particularmente amo essa música, procure ouvir no you tube...Delícia!

    MEU CARINHO E AFETO SEMPRE.

    Bjus meus.

    PS.: APAREÇA, ESTOU COM SAUDADES DOS MEUS AMIGOS BLOQUEIROS DE FÉ.

    ResponderExcluir
  20. êii, meu novo blog preferido? pois é rs.
    Adorei sua forma de escrever, além de seguir, seu blog está favoritado. Voltarei com mais calma, Beijos.

    ResponderExcluir
  21. pooh' meeu . . Muito bom esse seu post'
    você tem jeito para escrever, ficou muito bom. .
    Gostei mesmo D:

    http://leonarrdolima.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  22. O amor é mais dura guerra existente.

    ResponderExcluir
  23. Amar num é pra qualquer um naum...
    Somente para os corajosos em se aventurar...
    Lindo post!
    Bjitos
    =D

    ResponderExcluir
  24. amei o blog
    to seguindo
    aparece no meu cantinho.

    :)

    ResponderExcluir
  25. teu talento artístico literário é fulminante.
    eu sinto tudo que escreves.e isso é a coisa mais preciosa que um texto pode me passar,obrigado.

    de coração.

    ResponderExcluir